I Edição — 2015


“Foi um momento espectacular para nós e para todos os jovens participantes, pelo convívio e pela novidade das investigações.” 

“Estas iniciativas são muito estimulantes do gosto e da aprendizagem da Ciência.” 

“Foi um grande prazer termos tido a oportunidade de estar lado a lado com grandes cientistas.” 

in Jornal "Roda Vida"
A felicidade nestas palavras, registadas na imprensa arouquense, remonta a 2006, na chegada de Estocolmo dos alunos Pedro Gonçalves, Maria de Fátima Brandão e Joana Silva, naquela que foi a primeira participação de estudantes da Escola Secundária de Arouca num concurso internacional de Jovens Cientistas e Investigadores. 

Dois anos antes, a escola alcançara o seu primeiro grande destaque, no concurso Ciência na Escola, atribuído pela Fundação Ilídio Pinho. Estava em curso o trabalho contínuo e profícuo de equipas multidisciplinares de docentes e de alunos do ensino básico e do ensino secundário na "Oficina da Ciência" da escola. O maior reconhecimento internacional viria em 2014, com o galardão máximo no EUCYS de Varsóvia.

Mais de uma década de projetos depois, as I Jornadas de Ciência de Arouca celebram, pela primeira vez, o encontro de várias gerações de cientistas de Arouca em Arouca, reunindo jovens investigadores na diáspora com uma geração emergente de cientistas muito jovens da Escola Secundária de Arouca, que se tem destacado no panorama da ciência juvenil tanto a nível nacional como internacional. As Jornadas de Ciência são o culminar de um programa permanente - cuidadosamente trabalhado no Projeto Educativo - de formação, de motivação e de investigação que se propõe partilhar a Ciência com a comunidade e, fundamentalmente, estimular a curiosidade e a inovação, a experimentação lúdico-pedagógica, o desenvolvimento de capacidades técnicas e de comunicação elevadas e de novas experiências aos nossos alunos.  

Eles são e continuarão a ser a razão prioritária das nossas iniciativas.
Ċ
filipe.gama@agesc-arouca.pt,
15/11/2016, 05:45